PORTUGAL: RELATÓRIO MENSAL- SETEMBRO

Fusões e Aquisições em Portugal crescem 42,73% até Setembro

  • Portugal registou 222 transações até Setembro
  • 83 transações revelaram valores que somam € 8,4 mil milhões
  • Investimentos de private equity tiveram alta de 191% no ano

PANORAMA DO MERCADO TRANSACIONAL

O mercado de fusões e aquisições de Portugal movimentou €8,4 mil milhões de janeiro a setembro, um crescimento de 42,73% face ao mesmo intervalo do ano anterior. Segundo o Relatório Mensal de M&A da Transactional Track Record, já foram registradas 222 transações no país desde o início do ano.

Dois subsetores têm liderado os movimentos transacionais no país em 2017. O segmento Imobiliário aparece como mais ativo do período, desde janeiro foram registradas 45 operações envolvendo empresas do setor, representando uma alta de 22%, seguindo tendência que se repete desde 2015. Porém, o maior crescimento foi no setor de Saúde, Higiene e Estética, cujas transações aumentaram em 27%.

Cross-Border

Em número de operações cross-border, o mercado português soma 74 operações de inbound, em que empresas portuguesas foram adquiridas por companhias estrangeiras.   Ao longo do ano, o país que mais efetuou transações em território nacional foi a Espanha, que adquiriu 19 empresas. Uma das aquisições mais expressivas, foi a aquisição da portuguesa Lestenergía – Exploração De Parques Eólicos pela Saeta Yield, operadora de projetos de energias renováveis de origem espanhola, por €104 milhões.

O Reino Unido ultrapassou, assim como a Espanha, os Estados Unidos em números de transações, foram 14 contra as 10 estadunidenses. Porém, nenhum dos dois países europeus os alcançaram em termos de aportes, visto que as transações envolvendo empresas dos EUA totalizaram mais de € 1.1 mil milhões.

Private Equity and Venture Capital

Os anúncios de investimentos realizados por firmas de investimento de private equity contabilizaram no acumulado do ano 31 operações, um aumento de 11% em relação ao mesmo período de 2016. Dez dessas transações revelaram valores que somam € 4,6 mil milhões, um incremento de 191%.

Já o cenário de venture capital permanece pouco expressivo, com investimentos na ordem de € 26 milhões no ano, representativos de uma queda de 70% no total aportado e de 25% no número de operações, 21 no ano.

TRANSAÇÃO DO TRIMESTRE

A transação do trimestre eleita pela Transactional Track Record, foi a aquisição do Grupo Elevo, detido pela Vallis Construction Sector, pela Nacala Holding, empresa com sede em Luxemburgo pertencente ao empresário Gilberto Rodrigues, pelo valor de €90 milhões.

Localizado em Lisboa, o Elevo é um grupo de engenharia e construção que resultou da fusão entre os grupos Edifer, Monte Adriano, Hagen e Eusébios. No ano de 2016, a empresa registou um volume de negócios de cerca de €450 milhões.  A Nacala Holdings recebeu assessoria jurídica da FCB&A Sociedade de Advogados, e a Vallis Construction Sector, da SRS Advogados.

ENTREVISTA:

Diogo Perestrelo, da PLMJ, discute o mercado de M&A em Portugal:

“…obstáculos regulamentares, as qualificações dos trabalhadores, a possibilidade de utilizar novos instrumentos financeiros para financiar os melhores projetos. Qualquer política que favoreça estes aspetos vai certamente contribuir para incrementar o investimento. Mas se tivesse que citar um fator apenas, diria que a estabilidade do enquadramento fiscal é crítico para um investidor internacional.”

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *