PORTUGAL: Relatório do mês de Julho

TRANSAÇÕES DESTACADAS
Relatório de Julho

Número de Fusões e Aquisições em Portugal aumenta 23% no mês de Julho

  • Portugal registou 37 transações no mês de julho,
  • 12 transações revelaram valores que somam €3,2 mil milhões,
  • Investimentos de private equity tiveram alta de 133% em julho.

Portugal no panorama

O mercado de fusões e aquisições de Portugal registou 37 transações no mês de julho, um aumento de aproximadamente 23%, de acordo com o Relatório Mensal de M&A da Transactional Track Record. Deste total, 12 transações revelaram valores que somam € 3,2 mil milhões. De janeiro a julho de 2017, Portugal já soma 214 operações e valor total de € 12 mil milhões, um expressivo crescimento de 240% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os subsetores com maior destaque no mês de Julho foram:

  • Transportes, Aviação e Logística, com 5 transações.
  • Financeiro e Seguros, 4 transações.
  • Distribuição e Retail,  4 transações
  • Imobiliário permanece como o mais ativo do ano, com um crescimento de 29% em relação ao ano anterior, devido às 36 transações já realizadas no setor no período.

_______________________________________
Cross-border

O mercado português soma 70 operações de cross-border inbound. Se até 2016 os Estados Unidos eram o país que mais investia na aquisição de empresas portuguesas, em 2017 o cenário mudou e o destaque passou a ser a Espanha. O vizinho ibérico já adquiriu, ao longo deste ano, 23 empresas em território nacional e investiu € 1,14 mil milhão. O Reino Unido também ultrapassou os Estados Unidos em números de transações, mas não os alcançaram em termos de aportes. Os estadunidenses registaram dez aquisições que totalizaram mais de € 1.1 mil milhão, enquanto o Reino Unido fez 11 aquisições com valor de € 557 milhões.

Nos investimentos de Portugal no mercado estrangeiro se concentraram:

  • Grécia, com € 500 milhões,
  • França, com € 29 milhões,
  • Espanha foi o país onde mais foram feitas movimentações – quatro aquisições só nos setes primeiros meses de 2017.

Private Equity e Venture Capital

Em julho, o TTR contabilizou sete transações de private equity, um aumento de 133% em relação ao mesmo período do ano anterior. Duas revelaram valores que somam € 2,6 mil milhões. No acumulado do ano, os investimentos de private equity no país tiveram um incremento de 401% em comparação ao ano anterior. O setor mais movimentado é o de Petróleo e Gás.

Já o cenário de venture capital permanece pouco expressivo, com apenas uma operação no mês. Em 2017, foram 18 transações e um total de € 22,29 milhões, uma queda de 71% em comparação com o mesmo período de 2016.

________________________________________

Transação do Trimestre

A VINCI Airports, empresa francesa que atua como operadora de aeroportos, concluiu em julho a aquisição de uma participação de 51% no capital social da LFP – Lojas Francas de Portugal, da TAP Air Portugal. O valor da operação foi de € 15,60 milhões.

A LFP – Lojas Francas de Portugal, fundada em 1995, é a retalhista em Portugal nas vendas em aeroportos e a bordo de aeronaves. A empresa está presente em cinco aeroportos e possui 29 lojas. A suíça Dufry vai manter a participação de 49% que já detém.
A VINCI Airports teve assessoria jurídica na transação da CMS Rui Pena & Arnaut, enquanto a TAP Air Portugal foi assessorada pela PLMJ.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *