Relatório Mensal Brasil – Janeiro

Fusões e aquisições movimentam R$ 7 bilhões no primeiro mês de 2018

 

  • Relatório Mensal do TTR registra 56 transações em janeiro, queda de 28,21% em relação ao mesmo período de 2017
  • 23 operações revelaram valores que chegaram a R$ 7,02 bilhões, em baixa de 67,04%.
  • Investimentos de Venture Capital seguem em alta no país

 

De acordo com o Relatório Mensal da Transactional Track Record, em parceria com a LexisNexis e TozziniFreire Advogados, foram registrados 56 anúncios de compra e venda de participação envolvendo empresas brasileiras em janeiro, uma queda de 28,21% em comparação ao reportado no mesmo mês de 2017. Destas, 23 operações tiveram seus valores revelados, totalizando aportes financeiros superiores a R$ 7,02 bilhões, em baixa de 67,04% ante o mesmo intervalo do ano anterior.

 

 

O segmento Tecnologia foi o que mais atraiu investimentos no mês, contabilizando nove transações no período, um salto de 13% nos movimentos em relação ao mesmo intervalo do ano anterior. O crescimento dos investimentos no setor acompanha a alta de 150% das aquisições estrangeiras em Tecnologia e Internet.

Financeiro e Seguros aparece na segunda colocação, com oito operações, seguido por Transportes, Aviação e Logística e Saúde, Higiene e Estética, com seis transações cada.

O Brasil também inicia o novo ano com destaque no cenário latino-americano. Foram 38 transações domésticas – enquanto a Argentina, segunda colocada, registrou 11. O país contabilizou ainda 13 aquisições cross-border inbound, número que quase alcança as operações de Argentina, Chile e México, que somadas chegam a 15.  O país fica atrás, porém, no volume de aquisições outbound – apenas duas – enquanto o mercado mexicano contabilizou sete no período.

Private Equity e Venture Capital

Nos cenários de private equity e venture capital, destaque para a retomada dos investimentos dos fundos estrangeiros em empresas nacionais, com alta de 66,67% nos aportes. Apesar disso, o volume financeiro das operações de private equity registradas no Brasil em janeiro sofreu uma queda 71% no número de deals – foram registrados apenas dois. Porém, ambas transações de peso no mercado nacional – a aquisição do controle da 99 taxis pela chinesa Didi Chuxing, e o investimento do Fundo Soberano de Cingapura – GIC Special Investments na Algar Telecom, em operação avaliada em R$ 1 bilhão.

Já os investimentos de Capital de Risco começaram 2018 em alta. Das 13 operações registradas no TTR, 44% acima do mesmo período de 2017, oito revelaram valores que somam R$ 476 milhões, alta de 30% em comparação ao mês homólogo do ano precedente. Os fundos de venture capital tiveram como alvos prevalentes os segmentos Internet e Tecnologia, com três deals cada.

O setor Financeiro e Seguros destacou-se graças ao apetite dos investidores pelas fintechs.  A Koin, que atua com meios de pagamentos, recebeu um aporte de capital no valor de R$ 15 milhões em rodada de investimentos liderada pelo International Finance Corporation (IFC), mesmo valor aportado na BizCapital, plataforma que oferece crédito de forma mais acessível a micro e pequenas empresas, em rodada liderada pela Chromo Invest e pela 42K Investimentos.

Mercado de Capitais

O mercado de capitais brasileiro iniciou o ano com IPO do PagSeguro, credenciadora brasileira de cartões, controlada pela UOL – Universo Online, que movimentou U$ 2,26 bilhões em sua estreia na bolsa de Nova York. Em 2017, foram 11 IPOs, quase o dobro dos três anos anteriores somados, que movimentaram mais de R$ 20 bilhões no ano.

Operações cross-border

De acordo com o Relatório Mensal do TTR, os Estados Unidos seguem como o país com o maior número de aquisições no mercado brasileiro, foram cinco operações que alcançaram a marca de R$ 1 bilhão em investimentos no mês de janeiro. Os norte-americanos foram seguidos por Alemanha, Argentina e México, que aportaram R$ 8 milhões cada.

As compras brasileiras no exterior foram realizadas na América Latina. A tecnológica brasileira Daten adquiriu 25% da agência de design uruguaia Ingenious por R$ 6,41 milhões, enquanto a Redpoint e.Ventures participou de rodada de investimento que levantou R$ 441, 19 milhões para a colombiana Rappi.

 

Transação TTR do Mês

A conclusão da aquisição da Vale Fertilizantes, detida pela Vale, pela norte-americana Mosaic por R$ 3,7 bilhões foi a transação escolhida pelo TTR como o primeiro Deal do Mês em 2018.

A Vale contou com a assessoria jurídica dos escritórios Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Sociedade de Advogados e Cleary Gottlieb Steen & Hamilton US (Global), e financeira do Merrill Lynch Brasil e do Bank of America Merrill Lynch. Por sua vez, a Mosaic recebeu assessoria jurídica dos escritórios Lobo de Rizzo Advogados, Simpson Thacher & Bartlett US (Global), Jones Day, Miranda & Amado Abogados, e financeira da J.P. Morgan e da UBS.

Ranking Assessores Financeiros e Jurídicos

O Banco Itaú BBA e a Vinci Partners abrem 2018 na liderança do Ranking TTR dos Assessores Jurídicos. Ambos alcançaram a marca de R$ 1,5 bilhão no mês.


Já o ranking dos Assessores Jurídicos é inaugurado com um empate triplo – FreitasLeite Advogados, L. O. Baptista Advogados e TozziniFreire Advogados iniciam o ano com R$ 1,5 bilhão contabilizados cada, seguidos por Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados e Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, que totalizaram, cada, R$ 1 bilhão. Por número de transações, Felsberg Advogados ocupa o primeiro posto, seguido por Demarest Advogados, FreitasLeite Advogados e Tasso Pereira & Salvador Advogados Associados.

Brasil-Cresce o interesse de investidores estrangeiros na indústria farmacêutica brasileira

Portada

Relatório mensal sobre o mercado transacional brasileiro

Cresce o interesse de investidores estrangeiros na indústria farmacêutica brasileira

  • No acumulado do ano o país que mais realizou aquisições de participações em empresas brasileiras foram os Estados Unidos, registrando até agora 41 transações que somam BRL 8,05bi

São Paulo, 9 de junho de 2015 – Neste mês de maio o mercado transacional brasileiro registrou 48 transações que movimentaram aproximadamente BRL 8,86bi, entre anunciadas e concluídas,  tendo em conta as transações com valor divulgado, segundo o Relatório Mensal TTR (www.TTRecord.com).

No acumulado do ano foram registradas 353 transações que movimentaram aproximadamente BRL 56,55bi. Do total de transações registradas neste mês, aproximadamente 10,41% envolveram fundos de Private Equity e 10,41% envolveram fundos de Venture Capital.

Este mês em comparação com o mesmo período dos anos de 2014, 2013 e 2012 registrou um número inferior de transações, e também, em cifras movimentadas.

Subsetores mais ativos

No acumulado do ano os subsetores de Internet e Tecnologia estão entre os mais ativos seguindo uma tendência dos últimos anos. Também se destacam os subsetores Financeiro e Seguros e Indústria Alimentar como o terceiro e quarto mais ativos.

Em relação aos dados deste mês, o subsetor com o maior número de operações foi Internet (9), seguido por Financeiro e Seguros (6), Saúde, Higiene e Estética (6) e Tecnologia (5).

Aquisições feitas por empresas estrangeiras no Brasil

No acumulado do ano o país que mais realizou aquisições de participações em empresas brasileiras foram os Estados Unidos, registrando até agora 41 transações que somam BRL 8,05bi.

O segundo país que mais realizou aquisições de empresas brasileiras até agora foi a Alemanha, com 9 transações, e o terceiro foi a França com um total de 7 operações.

De janeiro a maio deste ano as aquisições realizadas por empresas estrangeiras na indústria farmacêutica brasileira representou 70% do total de transações registradas, enquanto que em 2014 neste mesmo período representou 50% do total.

Aquisições brasileiras no estrangeiro

No acumulado do ano o país onde o Brasil mais realizou aquisições foi a Colômbia. Em total as empresas brasileiras realizaram 4 operações em território colombiano que somam BRL 86,15m.

Os investimentos brasileiros deste ano também foram destinados à Suíça, com 3 transações, Espanha, Chile e Estados Unidos, cada um com 2 operações, e Bolívia, Bermudas, África do Sul, Argentina e Portugal, cada um com 1 transação. Em total as empresas brasileiras investiram aproximadamente BRL 626,39m em países estrangeiros.

Fusões e aquisições na América Latina

No acumulado do ano, as empresas brasileiras foram as que mais realizaram transações na América Latina, seguidas pelas empresas mexicanas (135 transações), empresas colombianas (80 transações) e pelas empresas chilenas (70 transações).

Private Equity

O número de transações envolvendo Private Equity em maio deste ano é igual ao registrado no mesmo período do ano passado. Foram registradas 5 transações.

No acumulado do ano já foram registradas 34 transações envolvendo Private Equity que somam BRL 4,08bi.

Venture Capital

Em maio deste ano foram registradas 5 transações envolvendo fundos de Venture Capital, frente as 14 registradas no mesmo período do ano passado.

No que se refere ao acumulado do ano, até agora já foram registradas 48 transações envolvendo Venture Capital, que somam um total movimentado de BRL 336,1m.

Transação do mês

A transação destacada no mês de maio pelo TTR foi a aquisição realizada pela empresa italiana Fedrigoni, através de sua subsidiária brasileira Aroconvert Brasil, de 100% do capital social da Arjo Wiggins por BRL 85m. Participaram como assessores jurídicos desta transação os escritórios Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados; Lobo & de Rizzo Advogados; Chiomenti Studio Legale e os assessores In-house da vendedora, Sequana Group.

Para mais informações:

Wagner Rodrigues

TTR – Transactional Track Record

Tlf. + 34 91 279 87 59

wagner.rodrigues@TTRecord.com

www.TTRecord.com

TTR – Transactional Track Record é um serviço premium online que ajuda aos profissionais do mercado transacional a potencializar seus negócios em todo o mundo de língua portuguesa e espanhola, oferecendo inteligência prospectiva e oportunidades de negócio em transações anunciadas, completadas ou canceladas em todos os setores da indústria.

Brasil-Mercado de fusões e aquisições brasileiro registra aumento nos valores negociados

Relatório mensal sobre o mercado transacional brasileiro

Mercado de fusões e aquisições brasileiro registra aumento nos valores negociados

São Paulo, 12 de maio de 2015 – O mês de abril, que marca o início do segundo trimestre do ano, praticamente manteve o nível de atividade transacional em relação ao mesmo período do ano de 2014. Durante o período, o mercado brasileiro registrou um total de 60 movimentos transacionais, dos quais 50 representaram Fusões & Aquisições, três investimentos de empresas de Venture Capital e seis de Private Equity, segundo o Relatório Mensal TTR – Transactional Track Record (www.TTRecord.com).

O valor total movimentado esse mês foi de aproximadamente R$ 6,5bi, frente aos R$ 4,23bi do mesmo período do ano anterior, sempre levando em conta as transações que tiveram valores divulgados.

Aquisições feitas por empresas estrangeiras no Brasil

35% do total das operações que ocorreram em abril deveram-se à empresas alóctones investindo em brasileiras. Estados Unidos, seguido de França, Cingapura e Reino Unido foram os protagonistas desse mês. Marcaram presença também entidades de Portugal, Índia, El Salvador, Austrália, Suíça, Bélgica, África do Sul, Colômbia e Itália. O subsetor de Internet é o que continua a chamar especialmente a atenção dos investidores estrangeiros no país.

Empresas brasileiras adquirindo estrangeiras

A presença brasileira relativa às aquisições no exterior neste mês de abril foi notada em três países, sendo uma na Suíça, uma na Espanha e uma nos Estados Unidos. Os subsetores que mais chamaram a atenção do capital nacional foram Energia Elétrica e Imobiliário.

Transação Destacada

A operação em destaque de abril foi a aquisição pela britânica WPP, por meio da Kantar Media, de 53% do capital social da empresa brasileira Ibope Media que pertencia ao grupo IBOPE da família Montenegro por aproximadamente R$ 224m.

O Banco BTG Pactual e o Banco Itaú BBA atuaram na transação como assessores financeiros, enquanto a parte jurídica teve a participação das firmas de advogados KLA – Koury Lopes Advogados, Davis & Gilbert e Gouvêa Vieira Advogados.

Para mais informações:

Wagner Rodrigues

TTR – Transactional Track Record

Tlf. + 34 91 279 87 59

wagner.rodrigues@TTRecord.com

www.TTRecord.com

TTR – Transactional Track Record é um serviço premium online que ajuda aos profissionais do mercado transacional a potencializar seus negócios em todo o mundo de língua portuguesa e espanhola, oferecendo inteligência prospectiva e oportunidades de negócio em transações anunciadas, completadas ou canceladas em todos os setores da indústria.

México – El número de fusiones y adquisiciones en México registra en febrero un aumento interanual del 18.8%

Informe mensual sobre el mercado transaccional mexicano

  • El número de operaciones se sitúa en 19, frente a las 16 de febrero de 2014
  • El volumen de inversión se sitúa en USD 2,148m
  • Los sectores más activos han sido el inmobiliario y la industria alimentaria

Madrid, 09 de marzo de 2015.-El mercado transaccional mexicano continúa dejando cifras positivas y en el mes de febrero el número de fusiones y adquisiciones ha registrado un aumento interanual del 18.8%, registrándose 19 operaciones, frente a las 16 de 2014, según el informe mensual de TTR (www.TTRecord.com). Por su parte, el volumen de inversión se ha situado en unos USD 2,148m.

Entre las operaciones más relevantes se encuentra el cierre de la venta por parte de Heineken de la mexicana Empaque a la estadounidense Crown Holdings por USD 1,225m. Además, también ha sido importante la conclusión de la adquisición por parte de Grupo Bimbo, a través de su filial Canadá Bread, de Saputo Bakery por USD 95.36m.

Por sectores, los más activos en febrero han sido la industria alimentaria, transportes, aviación y logística e inmobiliario, una tendencia que se repite en los que llevamos de año y que también encontramos en todo el año 2014.

En el ámbito cross-border, los países que más adquisiciones han realizado en México han sido Reino Unido y España, ambos con dos compras, y Canadá y Estados Unidos, con una cada uno. En cambio, los países preferidos por las compañías mexicanas para realizar compras estratégicas ha sido Estados Unidos con dos adquisiciones, y Reino Unido, Nicaragua, El Salvador, España y Panamá entre otros con una adquisición.

En cuanto al private equity y venture capital, en febrero se ha estrenado el mundo del venture capital en 2015 y se han producido cuatro transacciones, entre las que destaca la inversión por parte de la firma española Seaya Ventures en la empresa mexicana ComparaGuru, sociedad dedicada a la venta online de seguros.

En el mercado de capitales, este mes no se ha producido el anuncio de ninguna transacción, pero siguen en el tintero algunas operaciones de 2014 que se espera que se cierren en los próximos meses.

Transacción destacada

En febrero de 2015, TTR ha seleccionado como transacción destacada el cierre de la venta por parte de Heineken del 100% del capital social de la mexicana Empaque a la estadounidense Crown Holdings, por USD 1,225m. En la operación han participado como asesores financieros Moelis & Company y Citigroup Global Markets; mientras que en la parte legal han intermediado las firmas Gibson, Dunn & Crutcher, Dechert y Basham, Ringe y Correa.

 

 

Para más información:

Leticia Garín

TTR – Transactional Track Record

Tlf. + 34 91 279 87 59

leticia.garin@ttrecord.com

www.TTRecord.com

 

TTR – Transactional Track Record es un servicio premium online de apoyo a las decisiones de inversores, empresarios y asesores. Incluye la mayor base de datos de transacciones del mercado hispano-portugués, así como el acceso a los detalles financieros de las empresas implicadas.

Brazil – Apesar da queda no número de transações de M&A, Brasil continua atrativo para empresas estrangeiras

Brazil-February

Relatório mensal sobre o mercado transacional brasileiro

  • Estados Unidos já realizou 14 transações no país entre janeiro e fevereiro
  • As transações envolvendo empresas estrangeiras representam mais de 51% do total de operações de fevereiro

São Paulo, 5 de março de 2015.- Neste mês de fevereiro o mercado transacional brasileiro registrou 58 transações que movimentaram aproximadamente BRL 23,07bi, entre anunciadas e concluídas, tendo em conta as transações com valor divulgado, segundo o Relatório Mensal TTR (www.TTRecord.com).

No acumulado do ano foram registradas 133 transações que movimentaram aproximadamente BRL 48,43bi. Do total de transações registradas neste mês, aproximadamende 17% envolveram fundos de Private Equity e 10,3% envolveram fundos de Venture Capital.

Este mês em comparação com o mesmo período dos anos de 2014, 2013 e 2012 é inferior em relação ao número de transações, porém, em termos de cifras movimentadas perde apenas para fevereiro de 2012.

É interessante ressaltar que nos dois primeiros meses de 2015 as transações de mercado alto (transações como valores superiores à BRL 500m), já movimentaram o equivalente à 29,21% do total movimentado pelo mercado alto em 2014.

 

Subsetores mais ativos

O mês de fevereiro segue uma tendência dos últimos anos, tendo os subsetores Internet e Tecnologia entre os mais ativos. Também foram destaques neste mês os subsetores de Distribuição e Varejo com 9 transações e Indústria Alimentar com 5 operações.

Transações domésticas e transações cross-border

Neste mês foram registradas 28 transações domésticas frente as 30 transações cross-border. No mês passado foram registradas 45 transações domésticas frente as 30 transações cross-border.


Aquisições feitas por empresas estrangeiras no Brasil

Em relação as aquisições realizadas por empresas estrangeiras no Brasil, as empresas norte-americanas foram as mais ativas em fevereiro, com 4 aquisições. Em total os Estados Unidos somam 14 operações no Brasil nestes dois primeiros meses do ano.

O segundo país que mais realizou investimentos em solo brasileiro foi o Reino Unido, 3 transações, sendo que suas operações se concentraram nos subsetores de Agricultura, Agribusiness, Pecuária e Pesca; Marketing e Publicidade; Biotecnologia; e Tabaco.

Outro destaque é que a Argentina foi o segundo país latino-americano a realizar aquisições no país neste ano.

Aquisições brasileiras no estrangeiro

As empresas brasileiras em fevereiro de 2015 realizaram 4 aquisições no exterior, que movimentaram aproximadamente BRL 127,19m. No acumulado do ano o país onde o Brasil mais realizou aquisições foi na Colômbia.


Fusões e aquisições na América Latina

No acumulado do ano, as empresas brasileiras foram as que mais realizaram transação na América Latina, seguidas pelas empresas mexicanas (41 transações), chilenas (34 transações) e pelas empresas colombianas (28 transações).


Private Equity

O número de transações envolvendo Private Equity em fevereiro deste ano é inferior ao mesmo período do ano passado. Em total neste ano foram registradas somente 11 transações frente as 17 transações registradas em janeiro e fevereiro de 2014.


Venture Capital

Em fevereiro foram registradas 10 transações envolvendo Venture Capital, um número inferior ao mesmo período do ano passado, 14 transações. No que se refere ao valor movimentado, em fereveiro de 2015 foi registrado BRL 35,98m frente aos BRL 253,56m de fevereiro de 2014. Além disso, se comparamos o valor deste mês com janeiro de 2015, BRL 51,6m, o valor também é ligeiramente inferior.

Transação do mês

A transação destacada no mês de fevereiro pelo TTR foi a aquisição realizada pela Senior Solution Consultoria em Informática de 100% do capital social da Aquarius Tecnologia por BRL 6,5m. Participaram como assessores jurídicos desta transação os escritórios Veirano Advogados; e Godke Silva & Rocha Advogados.

 

Para mais informações:

Wagner Rodrigues

TTR – Transactional Track Record

Tlf. + 34 91 279 87 59

wagner.rodrigues@TTRecord.com

www.TTRecord.com

 

TTR – Transactional Track Record é um serviço premium online que ajuda aos profissionais do mercado transacional a potencializar seus negócios em todo o mundo de língua portuguesa e espanhola, oferecendo inteligência prospectiva e oportunidades de negócio em transações anunciadas, completadas ou canceladas em todos os setores da indústria.