Tecnologia e Internet lideram o mercado transacional em 2016

TTR-Deal-Tracker

TTR Deal Tracker
www.TTRecord.com

BRASIL

 O TTR Deal Tracker Brasil é um email mensal que contém tendências do mercado transacional  brasileiro, além de incluir um ranking  Year to Date (YTD) dos principais assessores jurídicos e financeiros.


BRASIL: Tecnologia e Internet lideram o mercado transacional em 2016

O número de transações envolvendo empresas que atuam nos segmentos de Tecnologia e Internet foi destaque  entre janeiro e dezembro de 2016. O setor se consolidou como o mais ativo do ano, com um aumento de 17,4%, se comparado ao mesmo período de 2015, de acordo com os dados do TTR (www.TTRecord.com).

O ano de 2016 também foi marcado pela retração nestes setores de transações envolvendo a aquisição de empresas brasileiras por parte de estrangeiras. Foram 68 operações frente a 82 registradas em 2015.  Tal como ocorreu no ano anterior, as empresas estadunidenses foram as que mais investiram em negócios brasileiros em 2016.

Rankings / League Tables

Brasil Ranking – 2016

Assessoria Financeira – 2016
Por valor total de transações

O pódio do último ranking TTR de valor de 2016 se manteve no azul. Os três primeiros colocados apresentaram valores muito superiores aos líderes da tabela em 2015. O primeiro colocado, Banco Bradesco BBI, subiu cinco posições e alcançou crescimento de 154%, aproximadamente 61 milhões de dólares a mais que o ano anterior. Na sequência, o Banco Itaú BBA ficou em segundo lugar com o aumento de 21% e o Bank of America ganha destaque com 1118% de incremento.

O BTG Pactual manteve a mesma posição do ano anterior ainda que com redução de 36% no volume de 2016. A britânica J.P. Morgan Chase International Holdings reduziu em 25% o valor acumulado em transações. A Rothschild, em sexto, cresceu 12%.

O Banco Santander, que não figurava no ranking de 2015, conquistou o sétimo lugar mesmo com 15% de redução. As estadunidenses Morgan Stanley e Goldman Sachs também decresceram em 36% e 67%, respectivamente. Fecha a tabela a suíça UBS, que cresceu 218%.

Assessoria Financeira – 2016
Por número total de transações

Oito bancos e assessores financeiros fecharam o ano de 2016 com aumento no número de transações. Sob esta perspectiva, o mercado de M&A brasileiro conclui o período com retomada de crescimento e otimismo em relação a 2017.

O último ranking TTR de volume do ano é liderado pelo Banco Itaú BBA, que se manteve no topo mesmo com redução de 19% comparado a 2015. O segundo colocado, Banco Bradesco BBI, apresentou aumento de 75% em volume de um ano ao outro. Já o BTG Pactual desceu uma posição no pódio com a redução de 17%, mas fechou o período com a medalha de bronze e 24 transações.

O estadunidense Bank of America, que não estava no ranking de 2015, apresentou uma evolução de 220% e conquistou a quarta posição. Em quinto lugar, a Cypress Associates teve o maior crescimento do período, 450%. Na sequência, a Vinci Partners manteve a posição do ano anterior, com aumento de 11%. O BR Partners desceu duas colocações na tabela, mas manteve o número de transações.

A J.P. Morgan Chase International Holdings e o francês BNP Paribas não figuraram no ranking de 2015, mas com o crescimento de 75% e 100%, respectivamente, ganharam espaço na tabela de 2016. Em décimo lugar está a francesa Rothschild, que decresceu 17% e uma posição.

Assessoria Jurídica – 2016
Por valor total de transações

O escritório destaque em 2016 no ranking TTR de valores é Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, que encerrou o ano com um crescimento de 104% e duas posições acima em relação a 2015. Na sequência, Pinheiro Neto Advogados manteve a segunda posição conquistada também no ano anterior, entretanto com uma redução de 12%. Em terceiro lugar, o Veirano Advogados, que não estava no ranking de 2015, se destaca com crescimento de 584%.

Lefosse Advogados subiu duas posições na tabela com 72% de aumento no valor de suas transações. TozziniFreire Advogados apresentou o maior crescimento do ano 890%, e ficou com a quinta posição. Em sexto lugar está Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados com incremento de 20% e uma posição abaixo na tabela.

Os escritórios Barbosa, Müssnich, Aragão e Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados apresentaram redução no valor de 35% e 74%, respectivamente. Em nono lugar, Pinheiro Guimarães Advogados registrou aumento de 200%, seguido de Demarest Advogados, que também cresceu 139% em relação a 2015.

Assessoria Jurídica – 2016
Por número total de transações

Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados é também o líder 2016 do ranking TTR de volume de transações, com crescimento de 20%. Igualmente vice-campeão, Pinheiro Neto Advogados conquista a segunda posição com decréscimo de 9%. O terceiro colocado, Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados registrou aumento de 16%. O pódio de 2016 contabilizou mais transações que os três primeiros colocados do ano passado.

Em quarto lugar está o escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados com 14% de crescimento. TozziniFreire Advogados conquistou a quinta posição com 32% de aumento. Barbosa, Müssnich, Aragão, Veirano Advogados e Demarest Advogados baixaram uma colocação cada no ranking com redução de 18%, 23%, e 24% respectivamente.

A tabela volta a ficar positiva nas duas últimas colocações, que não figuravam entre os dez em 2015. Stocche, Forbes, Padis, Filizzola, Clapis, Passaro, Meyer e Refinetti Sociedade de Advogados apresentou crescimento de 28% e Lefosse Advogados, 60%.


* Os Rankings TTR deste report são elaborados com transações anunciadas e/ou concluídas em 2016 Year to date. Estão incluídas transações de investimento e desinvestimento de Private Equity / Venture Capital, compra/venda de ativos e formação de Joint Ventures. Os Rankings de assessores jurídicos do Brasil consideram apenas assessorias nas respectivas leis locais. Em todos os rankings são considerados apenas deals nos quais alguma empresa do respectivo país tenha sido target na transação.

Em caso de empate o critério de desempate é: empate por número de transações, se desempata com o valor total; empate por valor total, se desempata por número de transações. E quando exista um empate em número e valor, será mantida a mesma posição e a ordem será alfabética.

* * Leva-se em conta o mesmo período do ano (do começo de janeiro ao fim de dezembro) de 2015 para fazer as comparações dispostas acima.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *