PORTUGAL: NÚMERO DE FUSÕES DE AQUISIÇÕES AUMENTA 39% NO MÊS DE ABRIL

  • Portugal registou 25 transações no mês de abril
  • 11 transações revelaram valores que somam EUR 726m e superam em 86% abril de 2016
  • Número de transações no subsetor Elétrico passa o volume do segmento Imobiliário

 

O mercado de fusões e aquisições de Portugal registou 25 transações no mês de abril, um aumento de aproximadamente 39%, de acordo com o Relatório Mensal de M&A do Transactional Track Record. Deste total, 11 transações revelaram valores que somam EUR 726m e superam em 86% o montante de abril de 2016. No acumulado do ano, Portugal soma 121 operações e valor total de EUR 9,1m, um expressivo crescimento de 297% em relação ao mesmo período do ano passado.

Contrariando a tendência dos últimos meses, o subsetor que mais se destacou em abril foi o Elétrico, com cinco transações. Na sequência está o segmento Imobiliário com quatro, que no acumulado do ano permanece como o mais ativo, com um crescimento de 25% em relação ao ano anterior. Só em 2017 já são 20 transações. No pódio do ano ainda estão Tecnologia (13 transações e uma redução de 19%), Distribuição e Retail (12) e Financeiro e Seguros (11).

Outro setor que chama a atenção, não pelo número de transações, mas pelo crescimento é  Petróleo e Gás. As transações que envolveram a aquisição de participação em empresas no segmento cresceram 200% de janeiro a abril de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado. A maior operação anunciada neste período foi o acordo definitivo assinado pela EDP – Energias de Portugal para a venda da empresa espanhola Naturgas Energía Distribución a um consórcio de investidores internacionais.

 

 

CROSS-BORDER

O mercado português soma 40 operações de cross-border inbound. Desde o começo deste ano os Estados Unidos perdem relevância e é a Espanha que movimenta o maior número de transações. O vizinho ibérico já adquiriu ao longo destes quatro meses 18 empresas em território nacional e investiu EUR 872m. Os estadunidenses registaram seis aquisições e um aporte de mais de EUR 1.020m. Na sequência em número de transações e valor está o Reino Unido. O subsetor mais ativo neste âmbito segue sendo o Imobiliário.

O cenário outbound está pouco movimentado. Em 2017, Portugal fez quatro investimentos no exterior, sendo duas aquisições em Espanha, uma na Grécia e uma no Reino Unido. O segmento mais ativo é Consultoria, Auditoria e Engenharia.

PRIVATE EQUITY E VENTURE CAPITAL

Em abril, o TTR contabilizou cinco transações de private equity, um aumento de 67% em relação ao mesmo período do ano anterior. Duas revelaram valores que somam EUR 34,5m, um incremento de 188%. No acumulado do ano, os setores mais movimentados foram Elétrico e Saúde, Higiene e Estética. A empresa que mais se destacou foi o Grupo Sonae.

Enquanto isso, o cenário de venture capital do mês foi pouco expressivo, com duas operações e EUR 0,06m de valor acumulado. Em 2017 foram 16 transações e um total de EUR 21,84m.

TRANSAÇÃO DO MÊS

A EDP (Euronext Lisboa: EDP), através da sua filial espanhola EDP Naturgas Energía, concluiu a aquisição de 82.000 pontos de abastecimento de gás propano liquefeito (GLP) em Espanha da Repsol (BME: REP). O valor da operação é de EUR 116m.

Os pontos de abastecimento estão localizados nas Comunidades Autónomas de Astúrias, Cantábria e País Basco, zonas espanholas onde opera a EDP Portugal.

A venda faz parte da estratégia de desinvestimento da Repsol em ativos não estratégicos. A companhia assinou um acordo para vender de forma paralela seus ativos de distribuição gás propano em Extremadura para a Gas Extremadura. Ambas operações representam para a Repsol de forma conjunta um resultado líquido depois dos impostos de EUR 76m.

RANKINGS – ASSESSORIA FINANCEIRA E JURÍDICA

Confira os rankings TTR de assessores Financeiros e Jurídicos (year to date) no relatório mensal completo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *