Mercado de Fusões e Aquisições regista aumento de 28% no número de operações no 1º Trimestre de 2016

http://www.ttrecord.com/es/publicaciones/informe-mensual-peninsula-iberica/Mercado-Iberico-Primer-Trimestre-2016/1597/
  • O mercado de fusões e aquisições em Portugal registou no 1º Trimestre de 2016 um total de 68 transacção o que representa um aumento de 28 % no número de transações
  • Mercado de Fusões e Aquisições em Portugal movimenta EUR 1,78bi no 1º Trimestre de 2016

Lisboa, 20 de abril de 2016 O mercado de fusões e aquisições em Portugal registou no 1º Trimestre de 2016 um total de 68 transacção o que representa um aumento de 28% no número de transações em relação ao mesmo período do ano de 2015, segundo o Relatório Trimestral Ibérico elaborado pelo TTR (www.TTRecord.com) em colaboração com a Intralinks.

No 1º Trimestre de 2016 foram registadas 68 transacções entre operações anunciadas e concluídas, incluindo aquisição de activos, sendo que apenas 27 delas tiveram seu valor divulgado, movimentando o total de EUR 1,78bi.

4

Subsetores mais activos

Nos três primeiros meses do ano de 2016 os subsetores mais ativos do mercado luso foram: Tecnologia; Imobiliário; Financeiro e Seguros; e Consultoria, Auditoria e Engenharia, respectivamente.

Cabe destacar que o número de transacções registadas no setor Tecnologia até agora representa um aumento de 100% em relação ao mesmo período no ano de 2015, e o número de transacções registadas em Consultoria, Auditoria e Engenharia até agora representa um aumento de 200% frente ao 1º Trimestre de 2015.

 

 

5

Em relação as aquisições realizadas por empresas estrangeiras em Portugal (transacções Inbound) foram registadas 27 operações no 1º Trimestre de 2016. Com destaque para os Estados Unidos, o principal investidor estrangeiro, com 9 transacções que movimentaram EUR 68,68m. Além dos Estados Unidos, também se destacam: Espanha com 6 operações, Turquia com 2 operações, França com 2 operações e Reino Unido também com 2 operações.

Cabe resaltar que o subsetor que mais tem atraído investimentos estrangeiros é do Tecnologia.

Empresas portuguesas adquirindo empresas estrangeiras (Outbound)

Em relação as empresas portuguesas adquirindo participação em empresas estrangeiras foram registadas 3 transacções no 1º Trimestre de 2016. As empresas lusas investiram no Brasil, França e Espanha.

Cabe destacar que elas investiram nos seguintes subsetores: Marketing e Publicidade; Tecnologia; Química e Materiais Químicos; e Imobiliário.

Empresas portuguesas vendendo participadas no estrangeiro

Em relação as empresas portuguesas vendendo participações no estrangeiro no 1º Trimestre de 2016 foram registadas 7 transacções deste tipo.

Private Equity

 No 1º Trimestre de 2016 foram registadas 7 transacções envolvendo empresas de Private Equity no mercado português, sendo que 5 operações envolveram empresas estrangeiras. Deste total de 7 transacções apenas 2 tiveram seu valor divulgado, movimentando um total de EUR 357m.

O número total de operações envolvendo empresas de Private Equity no 1º Trimestre de 2016 representa um aumento de 133,33% em relação ao mesmo período do ano passado. Cabe destacar também que os subsetores de maior interesse para as privates equities são Financeiro e Seguros e Energia Eólica. As empresas de privates equities que realizaram mais operações envolvendo o mercado português foram a Cerberus Capital Management dos Estados Unidos e a portuguesa Espírito Santo Capital.

Venture Capital

Nos três primeiros meses do ano de 2016 foram registadas 10 transacções envolvendo empresas de Venture Capital, o que representam um aumento de 42,86% em relação ao mesmo período do ano passado. Do total de transacções registadas, apenas 8 transacções tiveram seu valor divulgado movimentaram um total de EUR 70,83m.

Cabe destacar que o subsetor de maior interesse é o de Tecnologia seguido por Internet. E as empresas de venture capital que mais realizaram operações em Portugal foram as lusas CGD Caixa Capital e Portugal Ventures.

Transacção destacada do 1º Trimestre de 2016

A transação destacada no 1º Trimestre de 2016 foi a compra da Cabovisão e da Oni realizada pela Apax Partners da França. A Cabovisão e da Oni pertencia à Altice. O valor da operação anunciada em setembro de 2015 e concluída em janeiro de 2016 foi de aproximadamente EUR 200m.

Participou como assessor financeiro o Perella Weinberg Partners e como assessores jurídicos as firmas Jones Day da França; Uría Menéndez – Proença de Carvalho; Cardigos Advogados; e Weil Gotshal & Manges Paris.

Rankings do 1º Trimestre de 2016

 Neste 1º Trimestre de 2016 a empresa Tradinveste lidera o ranking TTR de assessoria financeira em Fusões e Aquisições por Número de transações, seguido pela Haitong Bank Portugal e pelas terceiras colocadas Caixa BI e Montalbán Atlas Capital.

Em relação ao ranking de assessoria jurídica deste 1º Trimestre de 2016, o Uría Menéndez – Proença de Carvalho lidera o ranking TTR de Fusões e Aquisições por Número de transações, seguido Cuatrecasas, Gonçalves Pereira de Portugal e pelo PLMJ.

 

Wagner Marques Rodrigues
Research and Business Intelligence Director

TTR – Transactional Track Record
www.TTRecord.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *