Informe mensual sobre el mercado transaccional en España en enero de 2018

El importe de operaciones de Venture Capital en España se incrementa en un 245% en enero de 2018

  • En el mes se han contabilizado 147 transacciones de M&A valoradas en EUR 1.916m
  • El sector Inmobiliario es el más activo del periodo, con 48 transacciones
  • Enero registra 13 operaciones de Private Equity y 25 de Venture Capital

 

El mercado transaccional español ha registrado en el mes de enero 147 fusiones y adquisiciones, de las cuales 50 contabilizan un importe agregado de EUR 1.916m, según el informe mensual de TTR (www.TTRecord.com) en colaboración con Intralinks. Estas cifras suponen una disminución del 17,88% en el número de transacciones y un descenso del 49,86% en el importe de las mismas con respecto al mismo periodo de 2017.

 

En términos sectoriales, el sector Inmobiliario ha sido el más activo de enero, con un total de 48 transacciones, seguido por el de Tecnología, con 26, y el de Consultoría, Auditoría e Ingeniería, con 13.

Ámbito Cross-Border 

Por lo que respecta al mercado Cross-Border en enero de 2018, las empresas españolas han elegido como principales destinos inversión a Estados Unidos, con 6 operaciones, y a Reino Unido, con 5 transacciones. En términos de importe, Estados Unidos es el país en el que España ha realizado un mayor desembolso, con un valor aproximado de EUR 142,33m.

Por otro lado, Estados Unidos (7), y Alemania (4) son los países que mayor número de inversiones han realizado en España. Por importe destaca Estados Unidos, con importes de EUR 268,22m.

 

Private Equity y Venture Capital

En el primer mes de 2018 se han contabilizado un total de 13 operaciones de Private Equity por EUR 10m, lo cual supone una tendencia estable en el número de operaciones y un decrecimiento del 99% en el importe de las mismas respecto al mismo periodo del año anterior.

Por su parte, en el mercado de Venture Capital se han llevado a cabo 25 transacciones con un importe agregado de EUR 229m, lo que implica una reducción del 39% en el número de operaciones y un incremento del 245% en el importe de las mismas en términos interanuales.

 

Mercado de capitales

En el mercado de capitales español se ha cerrado en el mes de enero una ampliación de capital, por importe de EUR 11,54m.

 

Transacción del mes 

En enero de 2018, TTR ha seleccionado como transacción destacada la integración de Banco Mare Nostrum en Bankia.

La operación, que ha registrado un importe de EUR 825m, ha estado asesorada por la parte legal por Uría Menéndez España, Garrigues España, Pérez-Llorca y Freshfields Bruckhaus Deringer España.

Por su parte, Morgan Stanley y Alantra han participado como asesores financieros; mientras que PwC España, EY España (Ernst & Young) y Accenture (España) han actuado en el proceso de Due Dilligence.

 

 

 

 

Relatório Mensal sobre o mercado transacional português em Janeiro de 2018

Mercado de M&A português abre 2018 com crescimento de 40,72%

 

  • Portugal registou 28 transações em janeiro
  • 11 operações apresentaram valores que somam € 450 milhões
  • Investimentos de venture capital somaram € 31,63 milhões, alta de 55%

 

De acordo com o Relatório Mensal de M&A da Transactional Track Record, os anúncios de compra e venda de participação que envolveram empresas portuguesas movimentaram € 450 milhões no primeiro mês de 2018, alta de 40,72% ante o mesmo período do ano anterior. Foram 28 operações, representativas de um crescimento de 12% em comparação ao reportado em igual período de 2017. Foi o melhor mês de janeiro desde 2016.

Mantendo a tendência iniciada em 2015, o sector Imobiliário foi o de maior movimentação do mês, com seis transações, apesar de ter apresentado queda de 33% em comparação ao mesmo intervalo do ano precedente. Tecnologia, com três operações, e Vidro, Cerâmica, Papel, Plástico e Internet, ambos com duas operações cada, aparecem na sequência.

O segmento Internet, junto com Tecnologia, também esteve na mira do investimento internacional. O número de aquisições estrangeiras nos dois subsetores assinalou crescimento de 50%. Dentre elas, a aquisição de uma posição majoritária na agência de serviços digitais Innovagency pelo grupo francês La Post, que não teve valor anunciado, e a aquisição de 94.19% da tecnológica Ynvisible pela canadense Ynvisible Interactive, por U$ 7,4 milhões.

 

Private Equity e Venture Capital

No cenário dos investimentos de Capital de Risco, destaque para os investimentos de venture capital, que iniciaram 2018 em alta. Foram três operações registadas pelo TTR, cujos valores somaram € 31,63 milhões, crescimento de 55% em comparação ao mês homólogo do ano anterior. Os fundos de venture capital tiveram como alvos prevalentes o segmento de Internet, com destaque para a startup portuguesa Unbabel, que alia inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática, e fechou com sucesso ronda de financiamento Série B que levantou € 19 milhões.

Já o segmento private equity teve um mês discreto, com três transações anunciadas, porém sem valores revelados.

Cross-border

Em número de operações cross-border, o mercado português somou, em janeiro, 14 operações inbound, em que empresas portuguesas foram adquiridas por companhias estrangeiras.  Espanha iniciou o ano mantendo o apetite que demonstrou em 2017 por companhias portuguesa. Só no primeiro mês de 2018, foram contabilizadas três transações que totalizaram € 105 milhões investidos no país. Desse total, € 86 milhões são provenientes da aquisição pela espanhola ORES Socimi de ativos comerciais imobiliários, incluindo supermercados e lojas, no páis.

Porém os vizinhos ibéricos foram ultrapassados pela França em volume financeiro. As aquisições francesas chegaram a € 230 milhões, valor referente à aquisição do centro comercial Dolce Vida Tejo, o segundo maior shopping center do país, pelo grupo francês Axa Investment Managers – Real Assets.

 

Transação do Mês 

A transação destacada do mês eleita pela TTR foi a venda da participação do fundo de private equity Oxy Capital na cadeia de ginásios portuguesa Fitness Hut, para a Fitness BIDCO, parte do Viva Gym Group Limited, que, por sua vez, é detida pelo fundo britânico Bridges Ventures, dono da Viva Gym em Espanha.

A Fitness Hut foi assessorada na transação pelo Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados e pela Clearwater International – Portugal. Enquanto a Fitness BIDCO recebeu assessoria da Eversheds Sutherland Nicea e da FCB – Sociedade de Advogados.

O PLMJ também atuou como assessor da Oxy Capital, e das demais partes vendedoras, Uksa Malta e Edge Capital.

 

Ranking TTR

O pódio do ranking TTR de assessores jurídicos em 2018 é inaugurado com a liderança da SRS Advogados, tanto no valor total, € 25 milhões, como por número de transações, três. A segunda colocação, também nos dois quesitos, fica com o PLMJ. Em terceiro lugar pelo número de transações aparece o escritório Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados.

 

LatAm Report January 2018

LatAm deal volume falls 26.5% in January

  • Aggregate deal value fell 33.8% to USD 5.3bn
  • Deal of the Month: Grupo Enfoca acquires 100% of Grupo Ucal-Toulouse for USD 296m

The 125 announced and closed deals across Latin America in January together represent a 26.5% decline in transaction volume and a 33.8% drop in aggregate transaction value over January 2017, according to TTR data.

Top Six M&A Markets in Latin America

Brazil accounted for nearly half the 125 deals recorded across the region in January. Transaction volume fell 28%, however, its 56 deals together worth USD 2.2bn, 67% below the aggregate deal value in the country in January 2017, considering 23 deals of disclosed consideration.

Mexico’s 25 deals in January together represent a 19% bump in volume over the same month last year. Aggregate value surged 80% in Mexico in January to USD 1.6bn, taking into account 15 deals of disclosed consideration.

Argentina ranks third in Latin America by transaction volume at the close of January with 20 announced and closed deals, a 33% increase in volume. The 10 transactions of disclosed consideration are together worth 699m, a 126% jump in aggregate value over January 2017.

Chile ranks fourth by volume in January, its deal flow dropping 30% over the same month last year. Its nine transactions of disclosed consideration contributed to a 535% jump in aggregate value over the same month in 2017 to USD 209m, meanwhile.

Peru jumped to fifth place by volume with nine deals in January. Peru’s deal flow continues to slide, however, 47% relative to January 2017. Aggregate deal value is up 777% to USD 910m compared to the same month last year, however, taking into account seven transactions of disclosed consideration.

Colombia fell to sixth among the top regional M&A markets in January with just eight deals announced or closed during the month, a 38% decline over the same month last year. Aggregate deal value grew 889%, however, with four transactions of disclosed consideration totaling USD 183m.

 

Cross-Border Deals

Bidders based in Latin America made seven extra-regional acquisitions in January, four targeting companies in North America, and three with targets in the EU.

North American buyers tied bidders from the EU with 14 inbound acquisitions from each region in the first month of the year, alongside four transactions led by investors based in Asia.

 

Deal of the Quarter 

TTR selected Grupo Enfoca’s USD 296m acquisition of Grupo Ucal-Toulouse from Summa Asesores Financieros, Faro Capital SAFI and a group of shareholder’s together holding 60% of the target’s equity, as Deal of the Month in January.  The Lima-based fund manager was represented by Rebaza, Alcázar & De Las Casas Abogados Financieros while the acquired university was advised by Philippi, Prietocarrizosa, Ferrero DU & Uría Perú.

Informe mensual sobre el mercado transaccional mexicano en enero 2018

Capital movilizado en el mercado M&A de México aumenta un 80% en enero de 2018

  • En el mes se han registrado 25 transacciones en el país
  • 15 de las operaciones registradas en enero alcanzan un importe de USD 1.582m
  • Los sectores Inmobiliario y Financiero y de Seguros son los más destacados de enero
  • Transacción del mes: Safeway vende el 49% de Casa Ley

 

 

El mercado M&A mexicano ha experimentado en el primer mes del año un total de 25 operaciones, de las cuales 15 suman un importe no confidencial de USD 1.582m, de acuerdo con el reciente informe de Transactional Track Record (www.TTRecord.com). Estos datos implican aumentos del 19,05% en el número de operaciones y un alza del 79,99% en el importe de las mismas con respecto a enero de 2017.

De las 15 operaciones con importe no confidencial contabilizadas en el mes, 11 son de mercado bajo (importes inferiores a USD 100m) y 4 de mercado medio (entre USD 100m y USD 500m).

Por su parte, el sector Inmobiliario, además del Financiero y de Seguros, son los que más transacciones han contabilizado en enero, con un total de 4 transacciones, cada uno, seguido por el de Internet y Tecnología, con 3 y 2 operaciones, respectivamente.

 

Ámbito Cross-Border

Por lo que respecta al mercado Cross-Border, a lo largo del mes las empresas mexicanas han apostado principalmente por invertir en Estados Unidos, con 4 operaciones, además de Argentina, España, Brasil y Chile. Por importe destaca Argentina, con USD 360m.

Por otro lado, las empresas estadounidenses y las españolas han sido las más interesadas en realizar adquisiciones en México, con 2 operaciones en cada país. Por importe, destaca Canadá, con USD 320m.

Venture Capital

En el primer mes del año se han producido un total de 8 transacciones de Venture Capital valoradas en USD 165m, con un aumento del 60% en el número de operaciones y un alza del 12,7% en el importe de las mismas con respecto al mismo periodo de 2017.

Transacción destacada

Para enero de 2018, Transactional Track Record ha seleccionado como operación destacada la venta del 49% de la mexicana Casa Ley por parte de la estadounidense Safeway. La operación, que ha registrado un importe de 347,68m, ha estado asesorada por la parte legal por Jones Day México y por Creel, García-Cuéllar, Aiza y Enríquez.

 

 

Relatório Mensal Brasil – Janeiro

Fusões e aquisições movimentam R$ 7 bilhões no primeiro mês de 2018

 

  • Relatório Mensal do TTR registra 56 transações em janeiro, queda de 28,21% em relação ao mesmo período de 2017
  • 23 operações revelaram valores que chegaram a R$ 7,02 bilhões, em baixa de 67,04%.
  • Investimentos de Venture Capital seguem em alta no país

 

De acordo com o Relatório Mensal da Transactional Track Record, em parceria com a LexisNexis e TozziniFreire Advogados, foram registrados 56 anúncios de compra e venda de participação envolvendo empresas brasileiras em janeiro, uma queda de 28,21% em comparação ao reportado no mesmo mês de 2017. Destas, 23 operações tiveram seus valores revelados, totalizando aportes financeiros superiores a R$ 7,02 bilhões, em baixa de 67,04% ante o mesmo intervalo do ano anterior.

 

 

O segmento Tecnologia foi o que mais atraiu investimentos no mês, contabilizando nove transações no período, um salto de 13% nos movimentos em relação ao mesmo intervalo do ano anterior. O crescimento dos investimentos no setor acompanha a alta de 150% das aquisições estrangeiras em Tecnologia e Internet.

Financeiro e Seguros aparece na segunda colocação, com oito operações, seguido por Transportes, Aviação e Logística e Saúde, Higiene e Estética, com seis transações cada.

O Brasil também inicia o novo ano com destaque no cenário latino-americano. Foram 38 transações domésticas – enquanto a Argentina, segunda colocada, registrou 11. O país contabilizou ainda 13 aquisições cross-border inbound, número que quase alcança as operações de Argentina, Chile e México, que somadas chegam a 15.  O país fica atrás, porém, no volume de aquisições outbound – apenas duas – enquanto o mercado mexicano contabilizou sete no período.

Private Equity e Venture Capital

Nos cenários de private equity e venture capital, destaque para a retomada dos investimentos dos fundos estrangeiros em empresas nacionais, com alta de 66,67% nos aportes. Apesar disso, o volume financeiro das operações de private equity registradas no Brasil em janeiro sofreu uma queda 71% no número de deals – foram registrados apenas dois. Porém, ambas transações de peso no mercado nacional – a aquisição do controle da 99 taxis pela chinesa Didi Chuxing, e o investimento do Fundo Soberano de Cingapura – GIC Special Investments na Algar Telecom, em operação avaliada em R$ 1 bilhão.

Já os investimentos de Capital de Risco começaram 2018 em alta. Das 13 operações registradas no TTR, 44% acima do mesmo período de 2017, oito revelaram valores que somam R$ 476 milhões, alta de 30% em comparação ao mês homólogo do ano precedente. Os fundos de venture capital tiveram como alvos prevalentes os segmentos Internet e Tecnologia, com três deals cada.

O setor Financeiro e Seguros destacou-se graças ao apetite dos investidores pelas fintechs.  A Koin, que atua com meios de pagamentos, recebeu um aporte de capital no valor de R$ 15 milhões em rodada de investimentos liderada pelo International Finance Corporation (IFC), mesmo valor aportado na BizCapital, plataforma que oferece crédito de forma mais acessível a micro e pequenas empresas, em rodada liderada pela Chromo Invest e pela 42K Investimentos.

Mercado de Capitais

O mercado de capitais brasileiro iniciou o ano com IPO do PagSeguro, credenciadora brasileira de cartões, controlada pela UOL – Universo Online, que movimentou U$ 2,26 bilhões em sua estreia na bolsa de Nova York. Em 2017, foram 11 IPOs, quase o dobro dos três anos anteriores somados, que movimentaram mais de R$ 20 bilhões no ano.

Operações cross-border

De acordo com o Relatório Mensal do TTR, os Estados Unidos seguem como o país com o maior número de aquisições no mercado brasileiro, foram cinco operações que alcançaram a marca de R$ 1 bilhão em investimentos no mês de janeiro. Os norte-americanos foram seguidos por Alemanha, Argentina e México, que aportaram R$ 8 milhões cada.

As compras brasileiras no exterior foram realizadas na América Latina. A tecnológica brasileira Daten adquiriu 25% da agência de design uruguaia Ingenious por R$ 6,41 milhões, enquanto a Redpoint e.Ventures participou de rodada de investimento que levantou R$ 441, 19 milhões para a colombiana Rappi.

 

Transação TTR do Mês

A conclusão da aquisição da Vale Fertilizantes, detida pela Vale, pela norte-americana Mosaic por R$ 3,7 bilhões foi a transação escolhida pelo TTR como o primeiro Deal do Mês em 2018.

A Vale contou com a assessoria jurídica dos escritórios Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Sociedade de Advogados e Cleary Gottlieb Steen & Hamilton US (Global), e financeira do Merrill Lynch Brasil e do Bank of America Merrill Lynch. Por sua vez, a Mosaic recebeu assessoria jurídica dos escritórios Lobo de Rizzo Advogados, Simpson Thacher & Bartlett US (Global), Jones Day, Miranda & Amado Abogados, e financeira da J.P. Morgan e da UBS.

Ranking Assessores Financeiros e Jurídicos

O Banco Itaú BBA e a Vinci Partners abrem 2018 na liderança do Ranking TTR dos Assessores Jurídicos. Ambos alcançaram a marca de R$ 1,5 bilhão no mês.


Já o ranking dos Assessores Jurídicos é inaugurado com um empate triplo – FreitasLeite Advogados, L. O. Baptista Advogados e TozziniFreire Advogados iniciam o ano com R$ 1,5 bilhão contabilizados cada, seguidos por Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados e Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, que totalizaram, cada, R$ 1 bilhão. Por número de transações, Felsberg Advogados ocupa o primeiro posto, seguido por Demarest Advogados, FreitasLeite Advogados e Tasso Pereira & Salvador Advogados Associados.